Covid-19: uma catástrofe humana ou económica?

Covid-19: uma catástrofe humana ou económica?

Covid-19: uma catástrofe humana ou económica?

Ontag: Covid-19 uma catástrofe humana ou económica?

Já presente em todos os continentes, caracterizamos o Covid-19 uma catástrofe humana ou económica? 

Bom, como já pode ter percebido o tema deste segundo artigo é ligeiramente mais pesado.

Não somos médicos, não temos qualquer tipo de formação em medicina ou farmacêutica, por isso, não estamos aqui para o ajudar a descobrir sintomas ou formas de prevenção do Covid-19.

No entanto, vimos abordar este tema de uma outra perspetiva.

 

A pandemia do Covid-19 pode fazer com que a economia mundial perca entre um e dois biliões de euros e cresça apenas 2%, segundo uma agência das nações Unidas.

 

Conhece a expressão “o mundo é uma aldeia global”?

A associação que fazemos a esta frase é normalmente relativa à comunicação, ao facto de estarmos todos ligados através de redes sociais, dos mídia, da internet … mas isto acontece porque atualmente a economia é tanto global como é nacional.

Como já deve saber, o Convid-19 é um vírus que se transmite de humano para humano através da fala, tosse e espirros. Por essa razão, uma das principais medidas aplicadas pela direção geral de saúde é o encerramento de escolas, lojas, fábricas e o isolamento de cidades.

O Covid-19 difere de todos os surtos de pandemias existentes, porque além de ser um vírus sobre o qual não se sabe tudo, é uma autêntica epidemia online.

Somos constantemente bombardeados com informação contraditória, e muitas vezes, acabamos que ignorar alertas de pessoas ou organizações que efetivamente percebem e sabem do que falam.

Infelizmente este excesso de comunicação está a tomar proporções extremistas.

O mundo está a paralisar. A bolsa de valores está a cair. Grandes marcas encerram fábricas temporariamente. Serviços de transporte parados. Cidades isoladas. Os hipermercados cheios de pessoas, mas vazios em produtos. Eventos cancelados. Smartphones adiados.

 

A segunda maior economia do mundo, a China – país com maior incidência de pessoas infetadas com o Covid-19 – já enfrenta um grande abalo na economia, devido ao encerramento de fábricas, centros comerciais e há existência de regiões sob quarentena.

As exportações na China, caíram 17% em janeiro e fevereiro face ao ano anterior, e as importações 4%, quebras estas, associadas ao novo vírus.

Depois de derreter o valor de mercado de empresas no mundo em fevereiro, a pandemia do coronavírus começa a atingir a produção de bens e serviços. 

 

A China, responsável por 20% dos bens transacionáveis no mundo, com um valor desta significância, obviamente que implica um esgotamento muito grande de produtos.

Em Portugal, onde a pandemia ainda não atingiu o pico, já são várias as fábricas que sofrem a consequência da falta de produtos e, por isso, encerram temporariamente. As consequências económicas para o nosso país serão tão catastróficas para a saúde da população como para a economia nacional.

Existe quem defenda que em um ano e meio o surto do Covid-19 estará controlado.

Parece pouco tempo, comparado com o tempo que as economias vão demorar para se recuperarem.

É caso para lhe voltar a perguntar, será o Covid-19 uma catástrofe humana ou económica?

Deixe uma resposta